Olá balzaca, tudo bem? 

Você já parou para pensar se existe alguma ligação entre a queda de cabelo, o ciclo menstrual desregulado, a insônia, a acne e o ganho peso? Sabia que esses sintomas podem estar diretamente ligados ao estresse?

Depois dos 30, as neuroses aumentam por vários motivos. Parece que o Universo conspira contra você! O estresse aparece e você nem percebeu…


Antes de falar um pouco sobre isso, deixe-me contar uma história:

No século XIX, um cientista chamado Louis Pasteur fez uma experiência. Ele pegou algumas galinhas e formou dois grupos. O primeiro foi criado normalmente e o segundo foi exposto a condições de estresse crônico. No final ele concluiu que o grupo de galinhas estressadas contraiu mais doenças bacterianas.

Tudo bem, ele podia ter usado outro animal, mas não vamos nos estressar por isso… rs

Mas por que ficar vulnerável a doenças?

Cortisol. Medo de não atender as expectativas. Medo de não poder ser mãe ou não ser conseguir ser uma boa mãe. Medo de decepcionar. Medo do mercado de trabalho. Medo de engordar. Medo de não conseguir cumprir prazos. Medo da cobrança. Cortisol, cortisol, cortisol.

Posts relacionados:

Esse nome feio é considerado o hormônio do estresse e é produzido pelas glândulas suprarrenais em condições bem específicas, quando o corpo recebe uma carga considerada traumática. E para a infelicidade das estressadas, o cortisol ajuda no aparecimento da acne, que é uma doença bacteriana (assim como a que atingiu as galinhas, lembra?).

O cortisol suprime o funcionamento do nosso sistema imunológico, que não consegue inibir a proliferação das colônias da bactéria Propionibacterium acnes na pele. Resultado: espinhas e todo o conjunto.

Obviamente, o estresse não é a única causa da acne. Porém, se você unir predisposição genética (já falamos disso) + falta de cuidados específicos + estresse não espere que o remedinho de farmácia lhe ajude.

E aí, #comofaz???

Você fica estressada, aparece uma acne, então você fica estressada porque está com acne e então aparece outra acne… e o círculo vicioso não é interrompido até você começar a não querer sair mais de casa…

A Sociedade Brasileira de Dermatologia publicou um estudo sobre um levantamento com certo grupo de jovens com quadros de acne grave e revelou que 65% deles eram ansiosos e que 19% sofriam de depressão em algum grau. Por isso, é importante você identificar os motivos do estresse crônico, entender se isso é realmente necessário em sua vida e avaliar como você pode mudar sua atitude em relação a si mesma e a ao mundo.

Mais importante: o tratamento para a acne e o acompanhamento psicológico não são frescuras. Algumas pessoas têm vergonha ou receio de dizer que precisam ir ao psicólogo. Isso não significa que você é maluca, mas que você precisa de ajuda para lidar com esses problemas.

Estamos entendidas?

Beijos!



1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here