Será que os cremes anti-rugas que estão nas prateleiras realmente são eficazes? Na última década pesquisadores estiveram descobrindo o que funciona de verdade e é verdadeiramente anti-rugas.
Existem simples conselhos que ajudam a retardar o envelhecimento da pele, mas o que causa rugas não é necessariamente um dano genético no interior das células, mas sim dano nas propriedades mecânicas do colágeno do tecido conectivo da pele, que fica, na realidade, ao lado de fora das células.
Uma nova revisão de estudos concluiu que três tratamentos antienvelhecimento/anti-rugas – que interagem com os fibroblastos das células pelo colágeno que produzem – provaram sua eficácia: 

1) resurfacing (lifting) com laser de dióxido de carbono
2) aplicação tópica de retinol 
3) ácido hialurônico em injeções.

Tanto a teoria quanto os experimentos apoiaram estes tratamentos anti-rugas, de acordo com os autores. 
A pele se deteriora naturalmente com a idade, mas a exposição aos raios solares inibem a produção de colágeno pelos fibroblastos. A radiação ultravioleta do sol induz à produção de enzimas que degradam o colágeno. A pele exposta ao sol se enruga mais do que o restante do corpo, incluindo o rosto. Pessoas pigmentadas pelo sol ficam com rugas antes das demais. Segundo os autores este dano é uma versão mais acelerada do envelhecimento cronológico.

1. Retinol (Vitamina A)
Há maneiras de reduzir e até reverter este efeito, com funções anti-rugas. Mas saiba que entre a multidão de produtos e tratamentos espalhados por aí, apenas três têm o suporte de ciência concreta. A aplicação de cremes com retinol, vitamina A, foi uma das primeiras que provou ser eficaz. O retinol permite que novo colágeno se forme em pele envelhecida cronologicamente ou pelo sol.

Há muitos cremes que apenas indicam o retinol ou vitamina A presentes em suas formulações apenas para se auto-promoverem, pois suas concentrações são irrisórias. Concentrações de 0,2 a 0,6% são suficientes para um verdadeiro efeito anti-rugas, mas podem causar irritações na pele. Se isto ocorrer o tratamento deve ser interrompido segundo o Dr. Gary J. Fisher, professor de dermatologia da Universidade de Michigan, nos EUA e autor da revisão. Mas a dermatite retinóide pode ser evitada se a concentração do retinol no produto for aumentada gradativamente, como pode ser feito em um medicamento manipulado.



2. Resurfacing com laser de dióxido de carbono

peeling laser
A revisão também considerou este um método anti-rugas que depois de dois anos do tratamento quase metade das rugas que eram vistas anteriormente não existem mais.
Os danos na pele, causados pelo laser, estimulam a produção de colágeno trazendo nova firmeza para os locais onde havia rugas. Seus efeitos colaterais (acne, clareamento ou escurecimento da pele) são poucos e de curta duração. 
3. Ácido hialurônico
Injeções de ácido hialurônico foram projetadas apenas como um tratamento de curta duração para preencher a pele, esticando-a com um efeito antirugas, sumindo com as rugas aparentes. Mas foram observados efeitos fisiológicos, pois o esticamento estimula os fibroblastos a produzir novo colágeno.
Em apenas um mês é possível observar as mudanças, mas elas duram cerca de seis meses apenas. A aplicação tópica do ácido hialurônico não funciona para estimular a produção de colágeno, mesmo assim ele está presente em diversos cosméticos.
Antes de submeter-se a quaisquer destes tratamentos certifique-se dos seus efeitos colaterais e dos cuidados especiais logo após da aplicação, tempo de recuperação, etc. para saber se você está disposto a enfrentá-los em troca de uma pele mais jovial. 
fonte: shinobayderm.com

Percebemos que o combate as rugas não é uma tarefa assim tão fácil, e que se não tivermos uma orientação profissional, além de estarmos colocando nossa saúde em risco, também estaremos jogando dinheiro fora. 

Muitas pessoas adquirem certos cremes apenas por se tratar de uma marca famosa ou porque a colega comprou e gostou. Cada caso é um caso, independente da idade. Uma análise minuciosa da pele deve ser feita para que as reais necessidades dela sejam avaliadas e supridas. Muitas vezes pensamos em economizar a grana da consulta com a dermato, mas essa atitude pode se tornar  economia tola… pois poderemos comprar cremes e demais produtos inadequados, desnecessários ou que irão produzir efeitos diversos daqueles que esperamos. O melhor que temos a fazer é lermos sobre tudo, ponderarmos sobre as novidades e buscarmos aconselhamento profissional, sempre! É isso meninas! Trintando sem rugas e com inteligência!

Bjs,

Isabelle


Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here