Comecei a pesquisar sobre os desfiles da SMPFW e me deparei com a reportagem abaixo:

123

Normalmente quando algo do tipo me irrita ou me choca eu pulo a reportagem e vou adiante, mas eu precisei ler tudo até o fim para entender a que ponto estamos chegando! A ditadura da moda mudou a angulação da barriga, esticou as pernas e os braços, diminuiu o volume muscular e disse que se você quiser ser bonita o seu padrão de beleza deve ser “a la Kendall Jenner”! Traduzindo: você deve ser magra por natureza, ter o corpo longilíneo, e não precisar se esforçar nem um pouco para manter as curvas em dia! Algo do tipo: a mulher perfeita! Se você é assim…você está na regra do “normcore body”!

NORMCORE

A tendência na moda e na maquiagem também vai seguir esse estilo pelo que se espera… tudo numa proporção minimalista: pouca make, poucos acessórios. O visual deve ser clean e você deve se destacar pelo que você é! Agora uma pergunta fica sem resposta: as baixinhas, as gordinhas, os corpos geneticamente menos favorecidos e com as cinturas mais avantajadas… ou seja: a maior parte da sociedade feminina ficou excluída? Quem vai comprar as roupas que são desfiladas freneticamente nas semanas de moda: 0,01% da população? Risadas escandalosas para você indústria da moda, que tentou detonar as minhas emoções por muito tempo e eu, idiota, sempre caí no seu conto, mas nunca paguei um conto para suas grifes pois as pernas das suas manequins são ossos e peles e eu sou brasileira com muito orgulho e abençoada por Deus por natureza! E agora a saúde é meu lema! Vou para academia, derramo litros de suor, como arroz integral, conto carboidratos e estou dando show de saúde por aí! E quer saber? Meu rosto não é de cera como das suas manequins! Poucas batidinhas nas minhas bochechas já geram um quê saúde que só podem ser obtidos nos seus desfiles com um quilo de blush! Pronto, falei! Tenho sangue nas veias, como verduras, frutas, e legumes…. Alimentação saudável!

E por falar em maquiagem minimalista… o que devemos fazer com todas aquelas cores de batons que compramos na estação anterior e que vocês colocaram, impávidos, para circularem nas passarelas? Eram bocas quase piscantes e as sombras neons davam a batida! Uns dizem olhos tudo boca nada… Outros olhos nada boca tudo! Outros dizem: vamos colorir tudo! E agora o papo é: apagou geral! Cheguei a seguinte conclusão: coisa chata é gente que precisa seguir moda! Gente que precisa de alguém a cada estação dizendo o que deve ou não vestir! Coisa chata é me deparar com uma reportagem dessas que desestimula as pessoas a buscarem um estilo de vida saudável e o que é pior: buscarem um padrão de corpo que jamais poderão alcançar: esse corpo que é decodificado pelo DNA e, normalmente, só aparece no hemisfério norte! Coisa chata é uma imposição de consumo de imagem que, por mais que se busque… não se alcançará. Isso gera angústia na alma da pessoa que lê e dá crédito a isso! Isso gera uma busca constante de um padrão de perfeição que jamais será atingido pois, quando a pessoa está chegando perto da meta: as regra mudam!

Beleza é ter saúde! Chique é ter estilo! Inteligência é saber decodificar essas reportagens insanas que estão sendo escritas por aí e entender que ou você escolhe ser saudável e feliz, ou você fará parte do bando e será escrava de uma beleza inatingível… Engraçado que as revistas não falam da moda de ser honesto, de ser amiga, de ser leal… Interessante que a mídia não fala da tendência de ser uma mulher valorosa, pois de pessoas que puxam o tapete por aí já virou regra! Interessante que ninguém tem coragem de remar contra a maré e falar o que não foi falado! A regra faz parte do bando… mas você pode agora mesmo dizer um basta e escolher ser incrivelmente você: uma mulher única e feliz!

Um beijo,

Isa.

 

 

Comments

comments

4 COMENTÁRIOS

  1. A mídia tentar nos impôr tudo, sua grande descoberta foi saber que somos altamente influenciáveis. Cheguei ao meu maximo, meu limite e hoje quem dita a minha moda e o meu jeito de ser sou só Eu !!!!
    Eu crio minhas próprias regras…fica a dica
    Bjs meninas

  2. Adorei, hoje acordei pensando que meu corpo realmente mudou, minha barriga ja não é negativa, perder peso esta mais dificil e em breve farei 32. Resolvi buscar inspiração para não me sentir fora do padrão, alias que padrão?!
    Sou casada, tenho uma filha linda, trabalho e sou cercada de amor. Alguns quilos que ganhei são parte da minha historia.

    Vamos ser feliz!!!!

  3. Inventam esses padrões e eu, que sou magra por natureza, me sinto horrorosa, pois acho que esse padrão de “beleza” é feio pra caramba! E o pior, é que muita gente vê um “magro por natureza” e já relaciona à fome e doença, o que não é o caso. Eu, por exemplo, luto para engordar desde a adolescência, mas não consigo. Meu biotipo é assim e pronto! Ouço lições de moral dos médicos que falam que eu estou tentando me encaixar no padrão imposto pela sociedade, que eu devo me conformar e dar graças a Deus por eu ter saúde. Sei que eles tem razão, mas às vezes, fica difícil se conformar… sempre falam no dilema dos gordinhos em querer emagrecer, mas ninguém lembra que há um outro lado tbm. Há pessoas que desejam engordar ao menos um pouquinho e não conseguem e são tão discriminados qto alguém mais cheinho.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here