Olá, meninas!

A resenha de hoje é sobre o segundo livro da série Os Hataways, da autora Lisa Kleypas. A série de época narra os romances dos irmãos Amélia, Win, Poppy, Leo e Beatrix.

Em Sedução ao Amanhecer, Win é enviada para a França para cuidar da sua saúde, que se tornou frágil desde que ela contraiu escarlatina, há alguns anos.

Capa sedução ao amanhecer

Merripen é um cigano que vive com a família Hataway desde que foi deixado para morrer, ainda na infância, por sua tribo. Apesar de sua natureza antissocial e rústica, ele ama Win com todo o coração. O problema é que Merripen não se acha digno da sua amada doce e delicada. Ele foi criado para lutar até a morte com outros meninos a fim de divertir plateias e arrecadar fundos para a sua tribo, cujo líder era um tirano sem coração. Após ter passado a infância sem amor, e não sabendo nada sobre a sua família de sangue, ele encontrou um lar com a família Hataway e os ajuda em tudo o que pode, mas não se permite viver seu maior sonho, mesmo sabendo que Win corresponde ao seu amor.

Para Win, ter uma vida pela metade já não basta. Ela sonha em se casar, ter filhos, e viver uma vida normal ao lado do homem que ama. Por esse motivo, decide deixar tudo para trás e parte em busca de sua cura. Quando volta, está mais forte e desejando ainda mais ter o seu final feliz.

E não lhe faltam pretendentes.

Será que Merripen continuará resistindo? Permitirá ele que outro homem roube o coração da sua amada?

Minha opinião:

Eu amei a história de Win e Merripen.  Esse livro é um exemplo daquele ditado: “Os opostos se atraem”, e mostra que, na verdade, Win não é tão delicada quanto seus familiares pensam. Já Merripen ganhou o troféu de personagem teimoso. Nunca vi alguém amar tanto outra pessoa e resistir tanto a esse amor. Ele não se acha digno da jovem por ter sido criado como um animal, e a coloca num pedestal que não existe, porque ela não quer ser venerada, mas amada de verdade.

Além da bela história de amor, Sedução ao Amanhecer trás momentos interessantes dos outros personagens da série. Amélia, por exemplo, continua uma mãezona para suas irmãs, porém, agora ela tem um importante aliado para ajuda-la, seu belo marido Cam Rohan. Leo, que no primeiro livro deu bastante trabalho para a família, está mais divertido. Ele vai para a França com Win e também volta recuperado do seu vício em álcool. Poppy agora frequenta as temporadas em Londres, e Beatrix continua maluca pelos animais e enlouquecendo os irmãos por isso. O livro também contém cenas dramáticas, de ação, e mistérios a ser desvendados a respeito das tatuagens de Rohan e Merripen.

Mal posso esperar para ler o terceiro livro da série, que contará a história da romântica Poppy.

Trecho:

“Win seria uma importante personagem no inferno de Merripen. A dor mais profunda, mais visceral que ele já experimentara era causada por ela ― a agonia de desejar e nunca possuir, e amar e nunca conhecer o amor.”

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here