Boa tarde pessoal!

Para começar bem a semana, preparamos uma resenha especial para vocês. O livro é “Uma chance para recomeçar”, e foi escrito como um conto especial de Natal pela autora Lisa Kleypas.

Vamos à resenha?

Mark Nolan é um solteiro convicto que não pensa em se comprometer com ninguém, até que sua irmã, Victoria, sofre um acidente de carro e morre, deixando sua filha de seis anos, Holly, aos cuidados dele. “Comece por amá-la, e o resto virá”, diz a carta anexa ao testamento.

resenha

Os irmãos Nolan nunca foram muito unidos. Victoria, Mark, Sam e Alex cresceram em um lar cheio de problemas, com pais que não se amavam e viviam em guerra. A infância difícil fez com que os irmãos não crescessem unidos. Mark, Sam e Alex moram em Friday Harbor, uma ilha pequena com apenas 7 mil habitantes, e mesmo assim quase nunca se vêem.

Assustado coma responsabilidade de criar uma criança, Mark pede ajuda a Sam, que acabou de comprar um vinhedo com uma casa grande que, após uma boa reforma, será perfeita para uma criança. Sam não gosta da ideia a princípio, mas, tocado pelo mesmo instinto de cuidar da sobrinha, aceita acolhê-los em sua casa desde que Mark o ajude com a casa.

Alex, o mais frio e distante dos irmãos, também se junta a eles para ajudar na reforma.

Mark se apega à Holly muito rápido, assim como seus irmãos. Ela é uma menina boa, educada, que não lhe dá trabalho de forma alguma. A única coisa que o preocupa é que ela não diz uma palavra desde que a mãe morreu.

Ao passar por uma loja de brinquedos com a sobrinha, Mark conhece Maggie Conroy, uma ruiva bonita e gentil que leva jeito com crianças. Ela apresenta a Holly uma casa de fadas, dizendo que ela é mágica, e a faz voltar a falar quando lhe dá uma concha, que segundo ela também é mágica. Mark fica intrigado com a bela e simpática mulher, além de agradecido.

O que preocupa Mark em relação a Holly é a ausência de uma mulher em sua vida. Ele percebe que já está na hora de se comprometer e pensa em fazer isso com Shelby, sua bela namorada de Seattle. É uma decisão racional, uma vez que ele não a ama, e será cada vez mais difícil levar seu plano adiante com uma certa ruiva povoando seus pensamentos.

A atração de Maggie por Mark também é imediata, mas apesar de desejá-lo, ela reluta em ir adiante. Isso porque carrega uma ferida profunda no coração, causada pela morte prematura de seu marido, acometido pelo câncer. Após sofrer por mais de um ano ao lado de seu amado, para enfim, perdê-lo, ela acredita que não será capaz de amar novamente, nem de entregar o coração para alguém.

Maggie pensa que não tem mais nada a oferecer, mas ela está muito enganada…

Amei esse livro. A história é bonita, com personagens bem construídas, e a delicadeza com que a autora apresenta as vulnerabilidades dessas pessoas me encantou. Todos tem um passado, um espinho que os impede de serem plenamente felizes, e a pequena Holly será o elo que os aproximará e fará de todos eles uma grande e carinhosa família.

A história foi desenvolvida para o natal, mas pode ser lida em qualquer época do ano.

Recomendo a todos a leitura! O livro virou filme, que é protagonizado pelo lindo Sean Faris (Quebrando regras), como Mark, e a bela Eloyse Mumford (Cinquenta tons de cinza), como Maggie.

HALLMARK HALL OF FAME: "CHRISTMAS WITH HOLLY" - New York Times bestselling author Lisa Kleypas' novel, Christmas with Holly (previously published as Christmas Eve at Friday Harbor), is now Hallmark Hall of Fame's newest holiday movie, starring Sean Faris and Eloise Mumford. Hallmark Hall of Fame: "Christmas with Holly" airs SUNDAY, DECEMBER 9 (9:00-11:00 p.m., ET), on ABC. (HALLMARK/ABC/ERIK HEINILA) ELOISE MUMFORD, JOSIE/LUCY GALLINA, SEAN FARIS

Trechos:

“A presença de Holly na vida dele oferecia um tipo de graça que nenhum dos dois havia conhecido até então. Um lembrete de inocência. Algo acontecia com eles, descobriram, quando ganhavam o amor e a confiança incondicionais de uma criança. Eles queriam merecê-los.”

“Agora não sobrou muita coisa de mim para dar a mais ninguém. Posso ficar com alguém, mas meu lugar não é ao lado de alguém. Isso faz sentido?

Pela primeira vez na vida adulta de Mark, ele queria abraçar uma mulher não por motivos egoístas. Não por paixão, mas para oferecer consolo.”

“Entendo do que você tem medo. Entendo por que é tão difícil para você. E você pode escolher não arriscar. Mas eu vou amar você de qualquer forma”

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here