INSTAGRAM: @derepentetrintei

Existem muitas pessoas acostumadas a um estilo de vida desequilibrado, cheio de rompantes: aquela vida que vai do paraíso ao inferno em questão de segundos! Você conhece alguém assim? Essa pessoa quando se relaciona com alguém saudável e passa a adotar um estilo de vida equilibrado, ela começa acreditar erroneamente que a vida dela se tornou sem graça! Vou traduzir, você quer?

Lara cresceu num lar totalmente desequilibrado, sem amor, vendo os pais se agredirem mutuamente, sofrendo todo tipo de desamparo moral, psicológico, físico e intelectual. Ela cresceu com um senso de baixa auto estima, sentimentos de inferioridade, e de que tudo na vida dela daria errado… afinal de contas era comum tudo dar errado certo? No lar dela era assim, portanto a vida dela seria assim para sempre: um fracasso!

“Lara” cresceu, tornou-se uma profissional de sucesso, muito bem remunerada e tinha tudo o que o dinheiro comprava. Mas quando ela entrava em casa, o desespero era companhia constante em sua vida, às vezes substituído por latas de cerveja ou romances ocasionais. O que falar dos romances? Pobres, mesquinhos: pois ela aceitava apenas o que lhe ofereciam! Ela estava acostumada a isso: receber desamor! Desrespeito! Desamparo! E o ciclo vicioso de um lar desequilibrado foi-se perpetuando na vida de “Lara” por um bom tempo, deixando cicatrizes profundas em sua alma e na sua capacidade de amar e receber amor.

POSTS RELACIONADOS:

Existem muitas “Laras” por aí, por aqui… com algumas variantes, claro! Mas o que eu gostaria de dizer a você “Lara”, é que se sua vida começou errado, não significa que ela vai terminar assim! Você precisa reconhecer e entender é que não interessa como as coisas começam, e sim o final delas! Você merece ser amada, e amar faz bem sim: por todos os dias da sua vida! Muitas vezes, por não acreditar nisso, você perde tempo com pessoas erradas e se machuca cada vez mais! Submete-se a um amor medonho e destrutivo, repetindo o comportamento que você viu em sua casa… desde pequenina! Inconscientemente acreditando que é assim que as coisas devem ser!

Não! Relacionamentos saudáveis e felizes também existem para você “Lara”! Mas para que você o desfrute, é necessário uma mudança profunda de comportamento em sua vida! A começar pelo que você pensa a respeito de si mesma! Não o que disseram a seu respeito! O que disseram não importa! Mas quem realmente você é?!? Quais os seus sonhos? O que faz teu coração pulsar? Quais seus projetos de vida? Sabe Lara… você não teve o direito de escolher seus pais, muito menos o lar onde você cresceu! Mas você pode e tem o direito de escolher quem entra na sua vida! E mais ainda… retirar dela quem você entender necessário!

Por isso, nesse momento, eu gostaria de te convidar “Lara”, a expulsar da sua companhia tudo aquilo que te perturba e suga a sua energia… a começar por aquele seu “namorico” ordinário, em que o “moçoilo” bate na sua porta apenas após as 22:00 horas procurando lanche, sexo e sono…(detalhe que ele some nos finais de semana e feriados). Explique a ele que a pensão da Jandira é na esquina, e que para viver ao seu lado é necessário ter estirpe, coisa que o “moçoilo” não sabe nem o significado! Agora que você colocou a “tralha” para correr, caminhe devagar até o seu quarto e se admire no espelho! Você pode muito mais!

Você pode ser amada, desejada, respeitada, admirada… mas tudo isso precisa partir, primeiro, de você! As pessoas apenas repetem o comportamento que você adota em relação a você mesma! E jogue essa calça de moletom furada fora! Brindemos à sua nova etapa de vida! Aquela que será escrita por você!

Um beijo

Comments

comments

4 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here