INSTAGRAM: @derepentetrintei

A verdade é que todos nós passamos por momentos difíceis na vida. Situações em que somos provados em nossos limites e que muitas vezes achamos que não vamos suportar. E o mais interessante é que os momentos difíceis não costumam vir sozinhos: eles vêm acompanhados por situações agravantes que podem nos deixar num total descontrole!

Já contei aqui no blog a forma como comecei a escrever o De Repente Trintei. Foi num dos piores momentos da minha vida: momento de crise, de dor, de perda, de depressão… Depressão pós parto existe sim, mas eu sempre duvidei. Achava que era chilique de mulher ou falta de serviço: até que um dia ela bateu na minha porta e não teve pena de mim. Pegou-me de jeito 15 dias após Elisa nascer, abrindo caminho para a Síndrome do Pânico me deixar ainda mais desestruturada. Nesse contexto perdi minha amada avó Laura, emagreci os 25 kg da gestação e com a ajuda de Deus e de pessoas maravilhosas comecei a caminhar. Percebi que eu não pude evitar as coisas que iam acontecendo, mas eu podia muito bem determinar o que ia fazer com todas elas naquele momento. Então eu decidi superar! Fernando Pessoa disse que das pedras no caminho ele faria um castelo. Confesso que muitas vezes eu tive que remover, chutar, praticar crossfit mesmo! A vida nos incita coragem!

Eu tinha duas opções diante daquele momento difícil: entregar-me à depressão ou reverter a situação de qualquer maneira. Encontrei na escrita a minha válvula de escape para verbalizar os meus sentimentos e, de alguma forma, começar o meu processo de “cura”. Interessante que, quanto mais eu escrevia e interagia com mulheres de várias idades, mais o meu foco mudava. Parei de vislumbrar tristeza… comecei a vislumbrar vida, alegria, sonhos, projetos… Enquanto eu respondia aos e-mails de várias mulheres que me relatavam os mais diversos problemas, comecei a perceber que o “meu problema” na verdade era muito pequeno diante de alguns que eu lia!

A minha vida mudou quando a minha perspectiva de enxergar as coisas também mudou. O caos podia ser a minha ruína… mas o caos foi o desequilíbrio que me fez buscar novas saídas. O caos me levou a escrever, a interagir, a sair da minha zona de conforto, a ir além das minhas limitações. Do caos saíram projetos que geraram vida em mim!

Eu não sei se você tem passado por momento difíceis em sua vida: momentos de perda, de depressão, de tristeza, de traição, de desamparo, de dor… vários são os momentos que nos levam ao desequilíbrio! Mas perceba que quando um momento de crise se instala em sua vida, você tem duas opções: fazer desse momento um motivo para crescimento ou se entregar ao turbilhão e ser engolida por ele. Não é fácil virar o jogo: mas não é impossível!

Tá sofrendo? Tá doendo? Tá difícil? Tenho certeza de que os motivos para seguir em frente são infinitamente mais numerosos do que estacionar e se entregar! O que você pode fazer para reverter a situação? O que trará alegria ao seu coração? O que fará a luz brilhar em seus olhos outra vez? Traga à sua memória aquilo que te dá esperança, fortaleça-se em Deus e pé no caminho! Acredite: a caminhada valerá a pena! O caos foi feito para ser vencido… a vencedora? Você!

Obrigada às mais de 600.000 mil pessoas que me acompanhar, e vencem comigo todos os dias!

Um beijo,

Isa

Comments

comments

11 COMENTÁRIOS

  1. muito lindo, edificante, agradeço a Deus por inspirar você para falar comigo! Que o Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Números 6: 24 a 27. Um grande beijo

  2. Precisa ler isso hoje! Tenho passado por várias situações complicadas. Parece que elas nunca irão acabar. Quando penso que melhorou, algo pior acontece. Tenho pensando muito nisso.Deus é que me fortalece. Tenho começado a encarar os problemas de forma diferente. Eles não servem para te fazer desistir ou como forma de punição, mas para te fazer olhar a vida de outro modo, sair da sua zona de conforto, priorizar as coisas mais importantes. Pode ser maluquice, mas vendo dessa forma, os problemas podem até ser vistos como bênçãos.
    Deus te abençoe e continue a fortalecê-la! Adoro o seu blog!
    Beijos

  3. Adorei as palavras, também vejo a escrita como forma de “desabafo”, pois não sou muito de falar, não gosto de expôr meus problemas aos outros! E escrevendo mantenho uma distância, sem direcionar a conversa a ninguém, e ao mesmo tempo consigo expôr, por para fora os sentimentos que estão me fazendo mal! Adorei as palavras, realmente é difícil, porém não impossível sair do caos! Obrigada!

  4. Oi!!!! Tenho lindo varias postagem e me identifico muito com diversos assuntos pautados aqui mas nunca tive coragem para esta postando. Tenho lutado contra a depressão, sendo que ultimamente tem sido mais difícil. Me sinto inferior, triste, sem ânimo, burra, incapaz. Tenho sofrido muito e calada já que minha família não intendi o que eu tenho passado ou sentido. Sei que não sou a única e fico feliz em ter essa oportunidade através do blog. Que Deus continue te inspirando cada dia +.

  5. Passei por tudo isso tb amiga Isabelle,mas como tudo que e bom ou ruim ou mesmo pessimo,nada e eterno,Gracas a Deus!!!No final nos tornamos mais fortes e valentes,Nao sera qualquer problema ,no meu caso,que me abala mais.Bjs

  6. Isabelle.
    Sua história e sua superação são incriveis…você é uma pessoa de Deus, você consegue transmitir as mensagens e tocar meu coração…
    Amo os seus textos…
    Um Abração.
    Cristina.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here