Começou muito calmamente com dores de cabeça no final do dia, que sempre eram resolvidas com um analgésico leve. Mas as os sintomas foram ficando cada vez mais estranhos. Dores nos ombros, na nuca, apenas de um lado da cabeça. Ela começava no fundo do olho e irradiava pelo lado direito da face. Procurei um neurologista e lá estava o diagnóstico: enxaqueca.

Comecei a considerar as causas que me levaram a ter não somente enxaquecas quase que diárias, mas um nível de stress quase intolerante, pois outros sintomas também me acometem.
Antes de engravidar da minha filha, eu tinha uma rotina diária de exercícios (corria 7 km e fazia musculação), e tinha horários de trabalho regulares. Após meu horário de trabalho eu chegava em casa e me “desligava” do mundo. Hoje as coisas são bem diferentes… Antes de sair da cama já estou acessando meu Iphone para checar meus e-mails. Logo em seguida tomo café com minha filha, troco de roupa e vou para o computador trabalhar (alternando o blog, com meu trabalho de gerente financeira de duas empresas e advogando). Quando vejo já está na hora do almoço, preciso tomar meu banho para ir trabalhar.
Costumo chegar por lá as 13:30 e saio as 18:00 horas. Quando chego em casa preciso dar atenção à Elisa, que está com um gás total chamando “mamãe e papai” compulsivamente. Entre uma distração e outra dela corro para o blog para tentar trabalhar um pouco mais. Assim que ela dorme (por volta das 21:00 hrs) tomo meu banho e me derramo sobre meus livros (uma paixão quase obsessiva, no momento estou lendo “Ame o que é seu” de Emily Griffin). Leio praticamente um romance semanal. Quando percebo,  meu marido já está em sono quase profundo, já passa das 2:00 hrs da madrugada. Durmo para recomeçar a saga. Essa rotina se repete de segunda a sexta, com exceção de terça, quando tenho uma célula de estudo bíblico para dirigir à partir das 19:30 hr. Nos finais de semana costumo marcar um encontro com meu marido para que ele não se esqueça de mim! rs…

Percebi claramente que levo um estilo de vida nem um pouco saudável para mim, para minha filha e para meu marido. Minha cabeça não para um segundo, sempre maquinando o que vou escrever no blog e como posso melhorá-lo. Engraçado que, quando comecei a escrevê-lo, era simplesmente uma válvula de escape, uma forma de satirizar os 30 anos da minha vida. Agora ele se tornou um projeto, um desafio para mim. E dessas necessidades de ser uma mãe, esposa, profissional, blogueira e não sei mais o quê… meu corpo começou a pedir socorro e eu comecei a “bater biela”! 
Preciso reorganizar minha vida, desintoxicar minha rotina e priorizar o que deve ser priorizado. Preciso fazer ginástica, preciso me desfazer de Ipad e Iphone após as 18:00 hrs. O computador deve ser banido de casa e ser usado apenas durante o horário de trabalho. Preciso valorizar a bênção de ser mãe, de ter um marido maravilhoso e um lar abençoado! Preciso levar minha filha na pracinha, preciso apreciar suas gracinhas… coisas que apenas a Sandra (babá e fiel escudeira presencia). Preciso conhecer melhor minha família. Preciso me conhecer melhor e cuidar de mim. Só assim poderei escrever melhor e ser de fato uma pessoa melhor e, principalmente, uma pessoa saudável. Caso contrário, daqui a pouco, no lugar de escrever sobre moda e produtos de beleza, estarei falando sobre psiquiatras e remédios. Você não acompanharia o Trintei, certo?
Bjs! 

4 COMENTÁRIOS

  1. OLHA MUITAS VEZES NOS DAMOS ATENÇAO EM DEMASIA AO TRABALHO PQ E DELE QUE PROVEM O NOSSO SUSTENTO,E DEICHAMOS DE LADO O QUE E MAIS IMPORTANTE PRA NOS MULHERES(QUE AS FEMINISTAS ME PERDOEM) OS FILHOS EO MARIDO,VC TEM UMA FAMILIA LINDA,DEDIQUE MAIS TEMPO A ELES,NAO SO NOS FINS DE SEMANA,DURMA MAIS CEDO DURMA JUNTINHO AGARRADINHO,TEM COISA MELHOR QUE O AMOR,DE UMA FOLGA PRA BABA E CURTA SUA FILHA ELAS CRESCEM TAO RAPIDO,E AI A GENTE OLHA PRA TRAZ E SE ARREPENDE DE NAO TER VISTO TDO QUE PODIA,SE FOR PRA FAZER ISSO EU CONCORDO EM LER SEU BLOG ELE NAO ESTAR 100% ATUALIZADO,PELO MENOS ASSIM EU VOU SABER ELA ESTA SENDO FELIZ…BEIJOSSS

  2. Sempre leio seu blog e outros também,mas é muito raro eu deixar algum comentário…sua pergunta no final me intrigou muito, e respondendo-a eu continuaria lendo o seu blog sim, afinal problemas todos nós temos e isso é a vida real. Alias o que me faz ler o seu blog é justamente isso, não ser um blog só de moda ou esmaltes, ou estou errada quanto a isso e não sei? Tenha calma que tudo fica bem, não a mal nem bem que durem para sempre! beijos

  3. Já fui assim e no segundo filho resolvi ser mãe deixei de lado profissão. Tive que mudar minha vida consumista, apertar o cinto… Mas sou feliz em ver cada passo e conquista do meu caçula. Hoje sou feliz valorizo coisas simples da vida, não tenho enxaqueca e nem as azias que me acometiam.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here